Blog

Pense Rápido, Pense Devagar

De acordo com o livro Rápido e Devagar – Duas Formas de Pensar de Daniel Kahneman (prêmio nobel de economia), o nosso cérebro trabalha usando dois sistemas.

Vamos analisar os dois sistemas com duas perguntas. Responda:

Quanto é 2×2?

Foi fácil, né? Para responder essa pergunta seu cérebro trabalhou de forma automática e rápida, com muito pouco controle. Esse sitema é chamado de SISTEMA 1.

Algumas atividades que são executadas pelo sistema 1 são:

  • Ler palavras em grandes cartazes.
  • Detectar que um objeto está mais distante que outro.
  • Compreender sentenças simples.
  • Dirigir um carro por uma rua vazia.

Agora me responda a pergunta:

Quanto é 17×24?

Complicou um pouco, né? Você sabe que consegue respondê-la, seja usando papel e lápis ou de cabeça mesma, mas precisa de um pouco de tempo. Esse sistem é chamado SISTEMA 2. Foi um processo lento, seu cérebro acessou o sistema cognitivo para multiplicação, foi necessário se concentrar.

Algumas atividades que são executadas pelo sistema 2 são:

  • Dizer a alguém seu número de telefone.
  • Preencher um formulário de imposto.
  • Concentrar a atenção nos palhaços do circo.
  • Manter-se no lugar para o tiro de largada numa corrida.

Nós que trabalhos no mercado, trabalhamos com vendas, precisamos estar atentos a esses dados para poder vender com mais eficiência. Podemos utilizar de técnicas e estratégias para vender mais usando a forma de como nosso cérebro funciona.

Observe a imagem abaixo:

O consumidor compra com emoção e a percepção de valor faz parte dessa escolha.

Seja Relevante

Seja Relevante

Quando o serviço se torna relevante?

Você se torna relevante para seu cliente quando, ele encontra um problema e você apresenta a solução. O cliente espera que você como fornecedor estará a disposição para solucionar seus problemas.

Isso é suficiente?

A resposta é não. Além de solucionar o problema, você precisa resolver o mais rápido possível. O mundo está muito corrido e ninguém tem tempo ou paciência para esperar por muito tempo.

Beleza, você já solucionou o problema e ainda por cima fez isso em tempo recorde. O que falta?

Agora falta o extra. Como assim extra? Você pode estar se perguntando.

O extra é o que te diferencia dos outros. Você resolveu o problema e em tempo recorde, agora faça algo para surpreendê-lo. Ex: dê um brinde, ensine como ele pode resolver aquele problema sozinho, dê um desconto na próxima compra, etc.

Após resolver o problema com agilidade e ainda oferecer algo extra, torne-se parte da vida do cliente, após alguns dias entre em contado para ver como está, peça opinião, agradeça, dê os parabéns pelo aniversário, etc.

Tente sempre antecipar as perguntas do seu cliente, para quando ele tiver uma pergunta, você ter a resposta na ponta da língua, ou se possível resolver o problema antes dele acontecer.

Seja empático com seu cliente. Coloque-se no lugar do outro.

Dicas de como agregar valor a sua marca.

Existem diversas maneira de você agregar valor a sua marca. Vou citar 4, que na minha opinião ajudaram você a agregar valor de uma maneira simples e eficiente.

1- Identidade da marca.

A identidade da sua marca deve estar bem definida, tanto seus valores, como sua missão e crenças. Essa identidade deve ser compreendida para não gerar confusão. As grandes marcas se preocupam e sempre tomam muito cuidado para não transmitir uma mensagem que não está alinhada com a empresa.

2- Conteúdo.

Esse é um ponto importante. Os consumidores de hoje estão muito bem informados, e geralmente não fazem uma compra sem pesquisar antes, então os ajude, ofereça informações que possam ajudá-los a tomar sua decisão. Você pode trabalhar essa estratégia de diversas maneiras; como blog, vídeos, fotos. A idéia é solucionar um problema do consumidor. Ofereça informações úteis e se destacará.

3- Redes Sociais.

As redes socias são um ótimo meio de estar conectado com o seu consumidor, e ainda de forma gratuita. Nos dias de hoje se você não estiver nas redes sociais, você não existe. Aliás, chega a causar desconfiança no consumidor. A melhor estratégia é, esteja conectado, peça opinião, pergunte, responda as perguntas que lhe forem feitas, faça parte da vida do seu consumidor.

4- Fator “wow”.

O fator “wow”, é um dos mais importantes. O que é o fator “wow”? É simplesmente entregar mais do que lhe foi pedido. Faça algo a mais pelo seu consumidor, o básico todo mundo faz. Ex. Se ele te comprar um tênis, mande junto um cartão de desconto para uma próxima compra, ou um par de meias, um chaveiro da sua empresa. Tente estar alinha com a compra, mesmo segmento. A ideia é resolver um problema do consumidor, e se você resolver um problema sem ele pedir, ai você está um passo a frente.

Bom trabalho, boas vendas e bons estudos.

@marcaderespeito
@wallesqueirozmr

facebook.com/marcaderespeito

Whats App (34) 99790-8667

MARKETING PESSOAL

MARKETING PESSOAL

O QUE É?

É a ferramenta que você utiliza para se promover, mostrando suas qualidades e diferenciais. O objetivo é vender a sua imagem profissional, seja para conseguir um emprego, vender uma consultoria, com isso você acaba criando “AUTORIDADE”.

COMO FAZER?

Para começar a trabalhar o marketing pessoal, você precisa definir algumas coisas:

1- Público-alvo.

2- Local de divulgação.

3- Comunicação.

PÚBLICO-ALVO

Quem você deseja alcançar, ou seja, para quem você está se vendendo. Com essa etapa definida, sua forma de comunicar e até de se vestir será definida.

Sim, eu disse “vestir”.

Seu modo de vestir deve estar alinhado com sua área de atuação, e não somente isso, seu modo de falar e ambientes que frequenta também. O produto precisa apresentar uma solução, estar embalado, e ser entregue corretamente.

LOCAL DE DIVULGAÇÃO

Com seu público-alvo definido, você saberá onde encontrá-lo. E sua comunicação deve focar seus esforços exatamente onde seu potencial cliente está.

Utilize as redes sociais com frequência:

Facebook
Instagram
Linked in
Youtube

O importante é saber onde seu público está. As métricas fornecidas pelas próprias redes sociais ajudam a identificar idade média e até horário mais “quente”.

COMUNICAÇÃO

Agora você já sabe quem é seu possível cliente, sabe onde ele está, falta apenas a parte da comunicação. Informe suas qualidades e diferenciais profissionais, mostre porque você seria a opção certa.

Se seu cliente é um público jovem e descolado, não se apresente com terno, gravata e rigidez na comunicação. Seja coerente.

É possível se comunicar de diversas maneiras.

Blog – Escrita.
Youtube – Video.
Podcast – Audio.
Não tenha vergonha de se promover. “Venda seu peixe.”

Comece pelo “MARKETING PESSOAL” E DEPOIS EVOLUA PARA O “BRANDING PESSOAL”.

BRANDING PESSOAL envolve você como um todo, não focando apenas no seu lado profissional, mas falaremos mais sobre esse assunto em um próximo post.

instagram

@marcaderespeito
@wallesqueirozmr

facebook

facebook.com/marcaderespeito

Whats App (34) 99790-8667

Gatilhos Mentais

GATILHOS MENTAIS

Primeiramente, o que são Gatilhos Mentais?

Gatilhos mentais são estímulos que damos ao cérebro (ação), para que ele tome uma decisão (reação). Estes estímulos lembram nosso cérebro de um trauma, sensação, sentimento, experiência passada, com isso ele toma uma decisão de acordo com o estimulo recebido.

O lado racional são as razões que você daria a sua esposa para justificar a compra e o lado emocional são as verdadeiras razões para você efetuar a compra. A maioria das nossas decisões são tomadas emocionalmente. George Loewnstein, um economista comportamental, disse: “A maior parte do cérebro é dominada por processos automáticos, e não por pensamentos conscientes. Boa parte do que acontece no cérebro é emocional, e não cognitivo.”(http://neuromarketing.blogs.com/neuromarketing/2006/07/emotions_vs_log.html). Apesar disso, sempre que for anunciar um produto, não esqueça de mostrar os benefícios racionais, pois sempre tentamos justificar a compra. Aponte um problema e apresente uma solução, as pessoas odeiam estar fora do controle.

Todos os nossos sentidos são usados no processo de tomada de decisão. A visão e audição são os mais usados pelos anunciantes, mas trabalhar o paladar o olfato e o tato está ficando cada vez mais popular. O nosso subconsciente está sempre alerta da tudo a nossa volta

Como nosso cérebro usa muito o lado emocional para tomar as decisões , existem várias maneiras de fazê-lo agir. Podemos utilizar de ação para obter uma reação. Pode estar parecendo complicado, mas não é. Algumas das ações que utilizamos são os gatilhos mentais, existem vários.

Ex;

GATILHO DA AFINIDADE.
GATILHO DA ESPECIFICIDADE.
GATILHO DA ANTECIPAÇÃO.
GATILHO DA ESCASSEZ.
GATILHO DA EXCLUSIVIDADE.
GATILHO DA URGÊNCIA.
GATILHO DA NOVIDADE.
GATILHO DA AUTORIDADE.
GATILHO DA PROVA SOCIAL.
GATILHO DA RECIPROCIDADE.

Imagem Organizacional.

Quando falamos sobre a Imagem Organizacional, temos que falar sobre a diferença entre Identidade e Imagem.
Identidade é o que a empresa realmente é.

A identidade é composta por diversos fatores:

-Comportamento.

-Cultura.

-Crenças.

-Valores.

-Identidade Visual.

-Comunicação.
Imagem é o que a empresa parece ser.

A imagem é um reflexo da identidade que pode ser interpretado de diversas maneiras. Por isso a necessidade de ter uma comunicação coerente e integrada. A empresa deve conhecer profundamente seu público-alvo, para se posicionar corretamente.

A Imagem Organizacional é simplesmente como as pessoas veem a empresa. Dentro desse contexto temos:
Autoimagem é como a própria empresa se vê.
Imagem Prentendida é como a empresa deseja ser vista.
Imagem Real é como a empresa realmente é vista.

Obrigado pela visita.

Muito obrigado pela visita. Espero que goste. Usaremos está plataforma, para disponibilizar conteúdo de qualidade e ajudar empresários, empreendedores, e todas as pessoas que de alguma forma ou de outra estão correndo atrás da liberdade financeira através de seus negócios. Daremos de dicas de marketing e branding, para que você consiga tomar as decisões corretas, para fortalecer seus negócios e criar valor para sua marca.

Lembre-se sempre. Seja relevante!

Me siga que tenho um plano!

Grande abraço,

 

Walles Queiroz.